quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Independência Política do Brasil segundo Caio Prado Jr

“Os meses que medeiam da partida de D. João à proclamação da Independência, período finam em que os acontecimentos se precipitaram, resultou num ambiente de manobras de bastidores, em que a luta se desenrolava exclusivamente em torno do príncipe regente, num trabalho intenso de o afastar da influência das cortes portuguesas (...). Resulta daí que a Independência se fez por uma simples transferência política de poderes da metrópole para o novo governo brasileiro. E na falta de movimentos populares, na falta de participação direta das massas neste processo, o poder é todo absorvido pelas classes superiores da ex-colônia, naturalmente as únicas em contato direto com o regente e sua política. Fez-se a Independência praticamente à revelia do povo; e se isto lhe poupou sacrifícios, também afastou por completo sua participação na nova ordem política. A Independência brasileira é fruto mais de uma classe que da nação tomada em conjunto.”
(PRADO JR, Caio. Evolução política do Brasil: Colônia e Império. São Paulo: Brasiliense. pp. 52-53.)

Na interpretação de Caio Prado Jr. Como se fez a Independência do Brasil?

4 comentários:

Professor Édney Mesquita disse...

Caro professor, faço divulgação de seu blog no endereço: http://professoredney.blogspot.com/
Agradeço se puder fazer esta parceria.
Obrigado!
Édney

Prof. Adinalzir disse...

Olá, meu blog está no 2º turno do prêmio TopBlog 2010. Clique no link e deixe lá o seu voto http://migre.me/1xmPf

Muito obrigado!

Leonardo Oliveira disse...

Parabéns pelo post. Sobre o mesmo tema produzi um post "Independência do Brasil: Uma ruptura Conservadora". Grande abraço!

Historiando disse...

Olá,
muito interessante o seu blog. Gostei de como expôs diferentes versões da história com trechos de livros de historiadores. Trechos muito bem selecionados, parabéns!
Aproveitando, eu e mais duas amigas estamos no fim da graduação de história e resolvemos criar um blog que pudesse diminuir a distância entre o que se aprende na escola e o que se aprende na faculdade.
Gostaria muito que visitasse e desse sua opinião
www.historiandonanet07.wordpress.com
Obrigada,
Paula