quarta-feira, 7 de março de 2012

Ser brasileiro

Sei que sou brasileiro e não americano, porque gosto de comer feijoada e não hambúrguer; porque sou muito desconfiado de tudo que vem do governo; porque vivo no Rio Grande do Sul e não em Nova York; porque falo português e não inglês; porque, ouvindo música popular distingo imediatamente um sertanejo de um samba; porque para mim futebol é praticado com os pés e não com as mãos (...) porque, no carnaval trago minhas fantasias; porque diante de um pesado ‘não pode’, posso dar um ‘jeitinho’; porque entendo que ficar ‘em cima do muro’ é algo necessário e prático no meu país; porque acredito em santos católicos e também nos orixás africanos; porque sei que existe destino e, no entanto, tenho fé no estudo, na instrução e no futuro do Brasil; porque sou leal a meus amigos e nada posso negar a minha família; porque,finalmente, sei que tenho relações pessoais que não me deixam caminhar sozinho neste mundo,como fazem os meus amigos americanos, que sempre se vêem e existem como indivíduos!
(Adapatado de: DAMATTA, Roberto. 1986. O que faz o brasil, Brasil ? Rio de janeiro: Rocco, p.16)



Indígenas em Chapecó/SC. Fotografia: Mauro Dillmann


I – Responda as questões abaixo numa folha para entregar.
1. Assim como fez o autor, produza uma lista que identifique seu jeito de ser brasileiro. Você pode começar com: “sou brasileiro porque (gosto, como, danço, jogo)...”. Siga o exemplo do texto.
2. Quando os portugueses chegaram nesta terra, o país Brasil ainda não existia. Mas já existiam os índios, que depois, também construíram o Brasil. Hoje, o que fazem os índios na sociedade brasileira?
3. Como viviam os índios antes de 1500?
4. Para você, o que é ser brasileiro?

II – Formem grupos.
Cada grupo (de 2 ou 3 estudantes) deve recortar pequenas imagens (revistas e jornais) e palavras que indiquem o que é ser brasileiro hoje.Considere as etnias, os nossos costumes, nossas tradições, música, arte, história, etc. Entregar para o professor!

Nenhum comentário: